.

20.8.09

Amadurecência

A poesia prevalece!!!
O primeiro senso é a fuga.
Bom...
Na verdade é o medo.
Daí então a fuga.
Evoca-se na sombra uma inquietude
uma alteridade disfarçada...
Inquilina de todos nossos riscos...
A juventude plena e sem planos... se esvai
O parto ocorre. Parto-me.
Aborto certas convicções.
Abordo demônios e manias
Flagelo-me
Exponho cicatrizes
E acordo os meus, com muito mais cuidado.
Muito mais atenção!
E a tensão que parecia não passar,
“O ser vil que passou pra servir...
Pra discernir...”
Pra pontuar o tom.
Movimento, som
Toda terra que devo doar!
Todo voto que devo parir
Não dever ao devir
Não deixar escoar a dor!
Nunca deixar de ouvir...

com outros olhos!

O Teatro Mágico
Composição: Fernando Anitelli

5 comentários:

Anônimo disse...

KKKKKKKKKKKKKK..perdão continuo não entendo nada..kkkkkk
Bjs dinda

Chico disse...

Entendendo o que Tia?


hehehehehehehhe


Abrãços linda.

Anônimo disse...

kkkkk...afff cabeça anda lesada por demais

bjs no core

♥MáH♥ disse...

Gente, que lindooo...
"O parto ocorre. Parto-me.
Aborto certas convicções.
Abordo demônios e manias
Flagelo-me
Exponho cicatrizes[...]"

Amei!

Chico disse...

Teatro Mágico é perfeito!


:D

Postar um comentário